Pixel do Facebook
Close

23 de junho de 2021

Cabotagem: quando este tipo de transporte logístico pode ser usado?

Um modal que merece atenção especial das empresas é a cabotagem. Este tipo de transporte é feito entre portos que estão localizados dentro do território nacional.

Muito utilizado quando ainda não havia um número considerável de estradas e rodovias, a cabotagem recorre aos mares, rios e lagos para levar mercadorias de um ponto a outro do Brasil, país que possui oito mil quilômetros de costa navegável.

De acordo com a Associação Brasileira dos Armadores de Cabotagem (ABAC), este modal é o terceiro mais usado no Brasil, ficando atrás apenas dos transportes rodoviário e ferroviário.

As empresas geralmente recorrem à cabotagem quando precisam levar mercadorias por longas distâncias, acima de mil quilômetros. Outras questões que tornam este modal viável é a quantidade de mercadorias, uma vez que o navio apresenta uma capacidade maior do que caminhões, por exemplo.

 

Tipos de mercadorias que podem ser levadas via cabotagem

A cabotagem trabalha em conjunto com outros modais, que levam as mercadorias até os portos para serem transportados pelos navios até o seu destino.

LEIA MAIS: Entenda o transporte intermodal

Ainda de acordo com a ABAC, a cabotagem é essencial para o transporte de contêineres, por isso é procurada pelas empresas que precisam levar grandes quantidades de mercadorias de um ponto a outro do Brasil.

LEIA TAMBÉM: Amarração de contêiner: tudo o que você precisa saber

Entre as mercadorias mais transportadas via cabotagem estão:

  • Produtos do agronegócio
  • Bauxita minerada para indústrias de alumínio
  • Eletroeletrônicos
  • Veículos (duas rodas)
  • Químicos orgânicos
  • Soda cáustica
  • Madeira para a indústria de celulose
  • Celulose
  • Bobinas de aço

 

Cuidados no uso da cabotagem

A cabotagem exige planejamento, uma vez que este tipo de transporte é mais lento do que o rodoviário.

Logo, é importante alinhar muito bem os horários de chegada e partida das embarcações e o tempo dispendido no carregamento. Deste modo, as mercadorias chegarão ao destino com antecedência ou na data programada, sem risco de atrasos.

Da mesma forma que outros modais, a prática da cabotagem é regida por leis. A Lei 9.432, por exemplo, dispõe sobre a ordenação do transporte aquaviário e prevê sanções e multas em caso de irregularidades.

Também está em tramitação no governo a BR do Mar. A PL 4.199/2020 tem como objetivos principais desenvolver a indústria naval do nosso país, melhorar a qualidade da cabotagem, ampliar a frota, aumentar a capacitação dos profissionais e estimular a concorrência.

A cabotagem é um modal muito promissor para o Brasil. Além da grande costa navegável, já citada anteriormente, os polos industriais, grandes centros consumidores e as principais cidades brasileiras estão no litoral ou próximas a ele, o que faz deste transporte um recurso bem interessante para movimentação de diferentes mercadorias.

Vale lembrar que a tecnologia trabalha a serviço da cabotagem. O monitoramento das cargas traz mais segurança para as empresas, que podem acompanhar o deslocamento das mercadorias durante o trajeto.

A cabotagem é uma das soluções oferecidas pela Lotus Logística.

Há mais de 20 anos no mercado, a Lotus Logística oferece diferentes soluções, entre elas transporte de carga fracionada, just in time, milk run e logística reversa. Localizada em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, a empresa acessa facilmente o Porto de Santos e rodovias importantes, como Imigrantes e Anchieta.

Conheça todos as soluções oferecidas pela Lotus Logística entrando em contato pelo telefone 11 4342-0990 ou pelo e-mail administrativo@lotuslogistica.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *