Pixel do Facebook
Close

22 de janeiro de 2018

A importância do EDI em logística

Um dos grandes desafios do setor de logística, se não o maior deles, é conseguir aumentar a sua produtividade e reduzir o tempo das operações. É por isso que o EDI em logística surge como um grande aliado.

Por meio dessa ferramenta é possível otimizar os processos da logística, atendendo às exigências do mercado e alcançando maior eficiência. E por ser importante para esse setor é que o EDI é o tema do nosso artigo de hoje.

Continue lendo e descubra como essa tecnologia é empregada na logística, as soluções que oferece e porque ela tem se mostrado cada vez mais essencial para tornar a logística mais integrada.

O que é o EDI logístico?

EDI é a sigla para o termo em inglês Electronic Data Interchange, que significa Intercâmbio Eletrônico de Dados. Essa ferramenta vem despontando no setor da logística de um modo significativo, porque favorece a comunicação e troca de dados entre sistemas.

Por meio do EDI é possível fazer o controle de informações de uma maneira mais rápida, eficaz, com menores chances de erro, possibilitando que todos os envolvidos nos processos tenham acesso aos dados de cada operação.

A transmissão dos dados é feita em meio eletrônico e atualizada de forma automática, sem a necessidade intervenção humana. Com isso, além de garantir a agilidade, reduz os erros que muitas vezes acontecem nos inputs, seja por distração do operador, seja por enganos na hora de fazer a digitação.

O EDI também elimina, ou pelo menos reduz ao máximo, o uso do papel para fazer o controle das etapas da logística. Dessa forma é possível obter uma grande vantagem, já que o controle com papel gera atrasos, dificulta a troca de informações e aumenta as chances de erros nos processos. Sem contar que papeis podem ser perdidos, trocados, danificados ou extraviados.

O que é processado no EDI?

A principal função do EDI logística é concentrar em um só lugar todos os dados que se relacionam com as etapas dos processos logísticos. E esse sistema possibilita que os parceiros envolvidos nesses processos tenham acesso a esses dados onde estiverem, de modo que a comunicação seja favorecida na cadeia de suprimentos.

Com o EDI logística é possível fazer o controle e acompanhamento de dados que são trabalhados nesse setor com frequência e de forma repetitiva, como é o caso das faturas, do controle de encomendas, as notificações de envio, as notas, entre outros.

Cada envolvido pode ter acesso sem que seja preciso enviar a papelada, dar entrada na mesma, reinserir dados no sistema ou aguardar a chegada de documentos. Como resultado, as empresas conseguem ter um melhor desempenho no setor de logística. Os ganhos acontecem para toda a organização, já que as tarefas são realizadas em menor tempo e com menor gasto de energia e ainda promovem a redução de custos e dos erros humanos.

Por tudo isso as vantagens e benefícios que se obtêm com o Intercâmbio Eletrônico de Dados são diversos. Veja:

Automação: o sistema se atualiza de forma automática, sem que haja necessidade de intervenção humana.

Centralização dos processos: todos os dados e informações estarão em um mesmo local, o que evita as variantes que podem gerar confusões.

Aumento da produtividade: os processos acontecem de forma mais rápida, o que agiliza cada etapa e aumenta a produtividade logística.

Qualidade nos serviços: o setor de logística é aprimorado com essa tecnologia, o que possibilita oferecer um serviço de maior qualidade.

Melhora da comunicação: as informações estão disponíveis para todos os envolvidos na cadeia produtiva, facilitando a comunicação.

Com todas essas vantagens a empresa se torna cada vez mais competitiva no mercado. O EDI é um diferencial que potencializa o negócio e gera eficiência e excelência no serviço prestado.

Caso você esteja à procura de um bom fornecedor estratégico logística, consulte a Lotus pelo telefone 11 4342-0990 ou pelo email [email protected].